quinta-feira, 23 de julho de 2015

A mamã não tem pilinha... E agora? | Ensinar as diferenças entre meninos e meninas

Ensinar as diferenças entre meninos e meninasHá cerca de uma semana atrás, decidi programar o despertador para as 6.30h da manhã, com o único propósito de acordar antes dos dois rapazes da casa, e conseguir tomar um banho de 20 minutos sem interrupções e sem pressas.
Um banho daqueles em que há tempo para champô e condicionador, máscara para hidratar os caracóis, esfoliante corporal... Um banho em que, depois de ter as energias renovadas, ainda há tempo para mais uns miminhos como passar creme hidratante no corpo, hidratar novamente os caracóis... e sair da casa-de-banho, ainda enroladinha na toalha, rumo à cozinha, para ligar a máquina do café, e então sim, 'abrir definitivamente a pestana'!

Juro-vos que, hoje em dia, consigo fazer isto tudo em 20 minutos e, se for preciso, consigo até vestir-me, agarrar na mala e pôr um pé fora da porta :)
O grande 'imponderável' no meio desta "rotina matinal", nem é o tempo que demoro... é a falta dele! Isto porque há cá em casa um certo piolho que deve ter um sensor qualquer incorporado na chupeta...
Independentemente da hora para que programe o despertador, 2 minutos depois, ele está ao pé de mim... E não é por ouvir o despertador, acreditem!! Há dias em que acordo antes do despertador tocar, desactivo logo a 'coisa' e vou calmamente, pé ante pé, para a casa-de-banho, começo a despachar-me e... PIMBA! 2 minutos depois, o piolho surge, como que por magia à minha frente, e diz:'Olá mãe, Quiqui quer leitinho.'
Há dias em que ele nem se dá ao 'trabalho' de pedir o leitinho apenas aponta na direcção da cozinha e puxa-me o braço, e ai de mim se não for logo com ele para a cozinha! Desencadeia-se logo ali uma mega birra estilo 'fim do mundo' vs 'a mamã já não me dá comida há 3 dias' ;)
Mas, voltando à história da semana passada...
6.30h - O despertador toca. Eu acordo e 'corro' para a casa de banho.
6.32h - Nada.
6.34h - Nada.
6.40h - Nada. Começo a pensar que, finalmente, consegui acordar antes dos dois rapazes :) Descobri a hora "IDEAL", 6.30h da manhã.
6.42h - Continuava eu, completamente relaxada e a 'esticar-me à grande' no tamanho do meu duche, quando ouço uma vozinha a dizer: 'Olha, mãe. Mãe não tem pilinha. O Quiqui tem. O pai tamém [também] tem. Tás tiste [triste], mamã? Quer uma pilinha tamém [também], mamã?".
Foi inevitável desatar a rir :)
Moral da "coisa":
1) Sei que vou ter taaaantas saudades de ter um piolho a acordar-me todas as manhãs, a pedir leitinho e a "melgar-me". Porque não há nada melhor no mundo do que abraçar e encher de beijinhos um Quiqui todo ensonado e ainda cheio de "vincos de lencóis" nas bochechinhas :)
2) Sei que daqui a algum tempo vou tomar banhos durante o tempo que quiser e vou sentir falta das observações deliciosas do meu curioso meia leca :) [E aposto que um banho de 20 minutos nem vai ser assim tão fabuloso como eu ando a idealizar... até porque vai faltar a adrenalina do 'tenho que me despachar depressa antes do piolho acordar', o que corta logo metade da piada da coisa] ;)
3) Não percebi na semana passada, e continuo sem perceber hoje, porque raio a criaturinha partiu do princípio que eu estava triste porque não tinha uma pilinha :) :) :) Homens! ;)
Cá por casa estamos agora assim, numa fase deliciosa de descoberta das diferenças entre meninos e meninas...
Um dia destes, conto-vos o episódio das 'mamimas' [maminhas] grandes ;) Só passo vergonhas ;)
Fonte Imagem: http://paginas.unisul.br/

Sem comentários:

Publicar um comentário