terça-feira, 30 de junho de 2015

Organizar o quarto do bebé | Dicas

Organizar o quarto do bebé
Quem tem filhos pequenos, sabe que é realmente um desafio conseguir organizar o quarto dos pimpolhos.
Primeiro, porque parece que nasce e cresce 'tralha' nova todos os dias. A sério, é incrível a quantidade de jogos, peças, bolas, carrinhos e afins que aparecem cá por casa...
Segundo, porque as nossas excelentes intenções de organizar e arrumar, vão frequentemente contra a visão decorativa e espírito de design dos piolhos, onde impera o lema 'quantas mais caixas e peças eu conseguir espalhar no chão em menos de 2 minutos, mais colorido vai ficar'.
Sinceramente, já passei a fase de me frustrar com a desarrumação do pequeno. E para quem não tem essa experiência ainda, o meu conselho é mesmo não vale a pena enervar-se.
É mesmo assim: nós arrumamos, eles desarrumam.
Claro que eu não fiquei satisfeita com esta conclusão do 'é mesmo assim'. E vai daí, decidi criar um sistema que o próprio piolho conseguisse organizar (com a minha ajuda, claro). E tem funcionado muito bem. Mesmo sozinho, há muitas vezes que tira e põe os livros no sítio, arruma os puzzles e jogos nas caixas (embora com as peças todas misturadas, mas não importa, porque está a aprender o 'sistema' da coisa) e fica todo contente quando acaba de arrumar e não está nada no tapete :)

O que fiz foi:
-Cada jogo tem a sua caixa, os que não tinham (tipo, ferramentas de brincar, carrinhos, bolas...) eu arranjei caixas e separei. Apostei sobretudo em caixas transparentes para ele conseguir ver o que estar dentro e só desarrumar aquelas com que quer brincar. Tem funcionado.
-Deixei tudo organizado de forma acessível, ao alcance dele, para que ele possa ir buscar sozinho e arrumar sozinho (ainda que depois eu vá compor a dita 'arrumação', mas muitas vezes, fica logo tudo no sítio e é um alívio).
-Separei os brinquedos todos que havia cá por casa, e apenas deixei no quarto dele aqueles que são apropriados para a idade dele agora (23meses). Os que eram mais de bebézinho, limpei e guardei na arrecadação. Já não eram desafiantes para agora e só serviam para deixar o quarto ainda mais cheio e causar ainda mais desarrumação.
-Criei um cantinho de leitura e desenho, as duas actividades que ele mais gosta de fazer depois de vir da escola.
-Fixei na parede um quadro de íman, onde ele pode brincar com vários bonequinhos (Mickey, Minie, etc) que imprimi em folhas magnéticas e recortei. Ideia prática, barata e que ele adorou. E sempre que ele quiser novos bonequinhos é só procurar na internet e imprimir novos.
-Em vez de tapete peludo ou carpete, optei por colocar no quarto dele um tapete de borracha, que imita um puzzle, com letras e números. Além de dar para desmontar e para brincar, é também muito bom para amparar quedas, porque é fofo e evita que o vizinho de baixo ouça muito barulho de carrinhos e bolas a cair no chão. É uma opção barata também (cerca de 35€), muito prática e fácil de limpar.
MUITO IMPORTANTE! Retirei todos os brinquedos que andavam espalhados pela casa e eliminei todos os cantinhos de brincar que havia, na sala e no escritório. Foi fundamental para a casa ficar organizada e brinquedos-free. 
Expliquei ao pequeno que brincar era no quarto dele e que, mesmo que ele levasse um jogo ou brinquedo para outro sítio da casa para brincar (o que, convenhamos, é inevitável), no fim tinha de o trazer e arrumar no quarto. E, por incrível, que pareça ele percebeu. Claro que nem sempre tem vontade de arrumar. Mas eu vou ter com ele e arrumamos os dois (ou eu arrumo sozinha enquanto ele olha para mim a esquivar-se ao trabalho, mas a ouvir a explicação de que se tem de levar tudo para arrumar no quarto depois de brincar...). O certo é que não há brinquedos pela casa há já uns 3 meses. Ele próprio quando vê coisas fora do sítio diz logo: 'Mãe amar [arrumar]'.
Apenas mantive um cestinho de brinquedos com ventosas na banheira para a hora do banho. E uma prateleira na estante do escritório com mais livros e histórias, para ir trocando com aqueles que ficaram no quarto dele.
E basicamente foi isso, com relação a brinquedos.
Na parte das roupas, cremes e acessórios, está também tudo separado nas várias gavetas da cómoda e do roupeiro de forma a que, assim que eu as abra, consiga ter uma visão geral do que lá está e me permita rapidamente escolher o que quero.
Um conselho que deixo relativamente a roupas, é 'enrolar' as camisolas e dispô-las na horizontal dentro das gavetas. Ao contrário do estilo tradicional da vertical (umas em cima das outras). Vi essa dica algures (já nem sei onde, porque foi há vários meses mesmo) e desde que experimentei fiquei fã. Até as minhas camisolas e as do meu marido arrumo assim!
Organizar o quarto do bebé Organizar o quarto do bebé
Vantagens:
-Cabem muitas mais numa gaveta
-Não amachuca
-Permite ver tudo o que está na gaveta sem ter de estar a levantar umas e outras e tentar espreitar por baixo
-Torna o processo de despachar para ir para a escola muito mais rápido, pois mesmo que não se separe na noite anterior o que o piolho vai vestir no dia seguinte, em 2 minutos temos tudo pronto, porque está tudo visível.
E pronto, é isso.
E vocês? Como organizam o quarto e roupas dos vossos pequenos e pequenas?

Sem comentários:

Publicar um comentário